Henrique Cazes

Tárik de Souza

Jornalista e crítico musical

Supersônicas

A volta do progressivo Som Nosso de Cada Dia
por Tárik de Souza

segunda, 17 de julho de 2017

Clássico do rock progressivo nacional, o álbum “Snegs”, do grupo paulistano Som Nosso de Cada Dia, de julho de 1974, foi remasterizado em CD e teve relançamento no último sábado, dia 15, no SESC Belenzinho, em São Paulo sob produção e direção de Roberto Oka. Atualmente formado por Pedro Baldanza, o Pedrão, (baixo e voz), integrante da escalação original, Marcelo Schevano (guitarra e teclados), Fernando Cardoso (teclados), Edson Ghilard (bateria) e Pedro Calasso (percussão e voz), o grupo revisitou “Sinal de paranóia” (Cimara-Pedrão), “Bicho do mato” (Gastão Lamounier Neto), “Snegs de biufrais”, “Massavilha”, “Direccion de Aquarius”, “A outra face” e “O Som Nosso de Cada Dia” (todas da dupla Paulinho e Pedrão). “Sem dúvida ‘Snegs’ foi o primeiro grande disco da fase do rock progressivo no Brasil e também trouxe elementos da nossa cultura musical para o universo do novo estilo que se apresentava na época”, define Baldanza.

Comentários