Supersônicas

As obras primas solitárias de Jobim na voz de Fernanda Cunha
por Tárik de Souza

segunda, 12 de fevereiro de 2018

Compartilhar:

A cantora Fernanda Cunha, sobrinha da compositora Sueli Costa, apresenta dia 20 de fevereiro, no Teatro Café Pequeno, no Leblon, no Rio, seu show “Jobim letra & música”. Ele é baseado em seu mais recente CD, Jobim 90, que celebrou as nove décadas do nascimento de Antonio Carlos Brasileiro de Almeida Jobim.

O título do show situa com precisão o recorte estético proposto por Fernanda. Embora tenha tido fabulosos parceiros como Newton Mendonça, Vinicius de Moraes, Chico Buarque, Aloysio de Oliveira, Jobim também compôs várias obras primas solitárias. Notórias, como “Águas de março”, “Samba do avião”, “Triste”, “Fotografia”, “Chovendo na roseira”. E outras menos conhecidas como “Passarim”, “Angela”, a belíssima “Vivo sonhando”, e “Two kites”, composta em inglês, que chegou a escalar a parada de sucessos americana na voz do autor.

O show reestréia no Rio em plena comemoração dos 60 anos da bossa nova. Acompanham Fernanda, Zé Carlos, no violão, Camilla Dias, piano, Berval Moraes, contrabaixo e Helbe Machado (bateria).


Comentários

Divulgue seu lançamento