Supersônicas

Autor de “Não recomendado”, Caio Prado dispara novo petardo polêmico
por Tárik de Souza

segunda, 06 de novembro de 2017

Compartilhar:

Catapultado para as luzes no último Rock In Rio, por conta de sua composição “Não recomendado” ter ecoado nas vozes de Johnny Hooker, Liniker e Almério, Caio Prado desembarca novo single que vai dar o que falar (e ouvir): “É proibido estacionar na merda”.

Título que faria furor em tabuletas fincadas nas ruas da viscosa Brasília, o petardo (“de versos descontraídos com tons políticos ao som de trap baiano”) faz parte de “Incendeia”, anunciado para janeiro próximo, o segundo disco de CP, que estreou em 2015 com “Variável eloqüente”. No instrumental, Webster Santos (violão), Mikael Mutti (teclados), Tito Oliveira ( bateria), Marcelus Leonis (trompa, flauta e trompete), arregimentados pelo produtor baiano Alê Siqueira. Instruções de Caio ao produtor, cujo talento ressalta: “Falei para ele que precisava sair da mente, da metafísica e trazer as coisas pro corpo. Voltamos às matrizes africanas ao canto griot, ao toque de berimbau, ao som clássico dos 1960 e 1970”.

O supra citado “Não recomendado”, espécie de manifesto libertário do compositor, originou um projeto a que ele se dedica em paralelo à carreira solo, desenvolvido em trio com Diego Moraes e Daniel Chaudon.

Assista em:



Comentários

Divulgue seu lançamento