MPB com tudo dentro

O SAMBA MALANDRO DE BEZERRA DA SILVA
CRÍTICA SOCIAL, POLÍTICA E PONTE COM ARTISTAS DO POP/ROCK/RAP

quarta, 04 de abril de 2018

Compartilhar:

Durante os anos 70 e 80, vários nomes levaram o samba para o sucesso em massa. Partideiro-alto dos morros cariocas, o pernambucano Bezerra da Silva é hoje o homenageado da coluna MPB COM TUDO DENTRO, de Rodrigo Faour. Seu repertório sempre foi abastecido por autores anônimos e retratava uma realidade quase sempre cruel do cotidiano das favelas. Com isso, Bezerra virou o "sambandido", versão sambista do gangsta rap. Nessa linha são sucessos como 'Malandragem dá um tempo', 'Overdose de Cocada' e 'Candidato Caô Caô'

No ano de 2005, Rodrigo Faour recebeu o convite da Sony Music para faz um trabalho em homenagem ao Bezerra. Foi daí que surgiu o box temático com alguns de seus maiores sucessos de todos os tempos do mestre do samba, sempre com muito irreverência. 'O Samba Malandro de Bezerra da Silva', é uma coletânea altamente criativa que vale a pena conhecer. Os 4 CDs foram divididos em:

CD1 - Eu Sou Favela, A Voz dos excluídos – partideiro sem nó na garganta
CD2 - Malandro é Malandro e Mané é Mané – Os “irmãozinhos” e os “cagüetes”
CD3 - Cocada Branca e Preta no Terreiro – As drogas e os feitiços na favela
CD4 - Cornos, Piranhas, Sogras, Pastores e outros manés – Provando e comprovando sua versatilidade em diversos temas


No vídeo, Faour divide o seu depoimento dado sobre o Bezerra da Silva para o documentário do professor e pesquisador Daniel de Plá, falecido em março do ano passado. Vamos ver o que ele tem a dizer!


Comentários

Divulgue seu lançamento