Do Sulco ao Bit

Encontros musicais

Série de cinco encontros mensais realizados no Oi Futuro para debater alguns subperíodos importantes da história da música brasileira. A cada edição, um novo tema do universo sonoro foi explorado sob a ótica de especialistas e pesquisadores da área, acompanhados por uma atração musical especial. Mediação João Carino.

Programação completa:

1ª Edição


Hugo Sukman e Fred Coelho + Alfredo Del Penho 

O primeiro encontro reuniu o conhecimento de dois pensadores da música brasileira: Fred Coelho e Hugo Sukman. A dupla revisitou a história de todas as mídias, desde a chegada do disco ao país. O cantor e compositor Alfredo Del Penho fez uma participação especial, ilustrando trechos de músicas que marcaram todo esse período, até hoje, com a força da Internet e a circulação sonora através do download.

 2ª Edição


Nei Lopes e Ruy Castro + Soraya Ravenle, Zé Paulo Becker e Oscar Bolão

No segundo encontro, Nei Lopes e Ruy Castro esmiuçarem a história do samba, que, na verdade, se confunde com a história brasileira. A dupla discutiu a formação do samba, com os seus principais personagens e gêneros irmãos, como samba-choro, samba de breque e o samba-canção, o mais próximo da bossa nova. Sucessos de João Gilberto, Garoto, Valzinho, Custódio Mesquita e o genial compositor Tom Jobim estiveram no set list da cantora Soraya Ravenle, acompanhada pelo violonista Zé Paulo Becker e o baterista Oscar Bolão.

 3ª Edição


Carlos Sandroni e Silvio Essinger + Pedro Paulo Malta e DJ Sany Pitbull.

O maxixe sofreu lá atrás o mesmo preconceito e proibição que o funk sofre hoje. Esse foi o ponto de partida do debate entre pesquisador Carlos Sandroni e o jornalista Silvio Essinger. Neste encontro, os dois especialistas destrincharam a biografia dos polêmicos gêneros. O cantor e pesquisador Pedro Paulo Malta levantou a bandeira do maxixe, junto com o DJ Sany Pitbull, rei dos bailes funks.

4ª Edição


Henrique Cazes e Cláudia Assef + Época de Ouro e DJ João Fernando

Os palestrantes Henrique Cazes e Cláudia Assef rebobinaram a história do choro, um gênero tocado com instrumentos acústicos, nascido no Rio de Janeiro há cerca de 150 anos, influenciado pela polca e pela valsa europeias. A música eletrônica segue um caminho paralelo, com forte influência alienígena, executada com instrumentos elétricos, especialmente com teclados. O encontro tratou de suas tendências, da introdução de instrumentos acústicos e da mistura com a música brasileira que faz sucesso. O tradicional conjunto Época de Ouro, criado pelo célebre Jacob do Bandolim, interpretou clássicos do gênero ao lado das carrapetas do DJ João Fernando.

5ª Edição

Com Fernando Mansur e Rose Marie Santini + Nina Wirtti e duo

Para falar sobre a história do rádio que desemboca no mundo virtual em que vivemos foram convidados o radialista Fernando Mansur e a comunicóloga e escritora Rose Marie Santini. A cantora Nina Wirtti levou o público de volta aos tempos áureos do rádio, apresentando os principais sucessos por ele consagrados desde 1930.

Ficha Técnica
Curadoria e Mediação: João Carino
Direção de Produção: Luiza Carino
Produção Executiva: Catarina Dall'orto
Direção de Palco: Azul Smith
Revisão ortográfica: Gloria Carvalho
Fotógrafa: Alline Ourique
Programação visual: B+M Comunicação
Assessoria de Imprensa: Mônica Ramalho e Leo Caldeira
Assistentes de Produção: Gabriel Ávila e Igor Cabral
Assistente de Comunicação: Júlia da Matta
Coordenador de Pesquisa: Rafael Araújo
Assistente de Pesquisa: Samuel Hamilton
Estagiário Administrativo: Arthur Henriques
Produção: IMMuB e Muriqui Cultural
Realização: Oi Futuro
Patrocínio: Oi e Secretaria de Estado de Cultura do Rio de Janeiro

Agradecimentos
Bianca Damasceno, Julia Carino, Gian Ciminelli, Dora Carino Ciminelli, Alan Bertoni, Vinícius Morais

Agradecemos especialmente à Marilda Ormy, Marcos Teixeira e João Monteiro pela participação na concepção original.

Veja também

A nova bossa de “Acrílico”, de Nina Becker

por Tárik de Souza

A diversidade militante de “Campos neutrais” de Vitor…

por Tárik de Souza

Laila Garin e a ROda fazem girar a roleta do novo

Cris Braun e Dinho Zampier sugerem roteiros imaginários…

por Tárik de Souza