Henrique Cazes

Tárik de Souza

Jornalista e crítico musical

Supersônicas

Vanessa da Mata celebra seu triunfo no CD/DVD “Caixinha de Música”
por Tárik de Souza

terça, 07 de novembro de 2017

Invertendo a lógica burocrática do mercado, a audaz cantautora de Alto Garças, Mato Grosso, Vanessa da Mata registrou seu show “Caixinha de música” em um CD/ DVD (Sony) antes de cair com ele na estrada.

Gravado na Casa Natura Musical, em São Paulo, da qual é sócia, ela revisa os sucessos de sua carreira (“Não me deixe só”, “Ai ai ai”, “Boa sorte/ Good luck”, “Bolsa de grife”, “Segue o som”) em arranjos novos. Desencava bregas esquecidos (“Impossível acreditar que perdi você”, de Marcio Greyck, “Vá pro inferno com seu amor”, Milionário e Zé Rico) e ainda debulha inéditas. Uma delas, é a própria “Caixinha de música”, composta no sítio (e no violão) de Tom Jobim, em Poço Fundo, região Serrana do Rio. Outra é uma parceria da artista com seu produtor guitarrista, baixista e violonista, Mauricio Pacheco, “Gente feliz”, com uma levada kuduro, adicionada como extra no DVD, ao lado do grupo de Salvador BaianaSystem.

Numa inesperada fusão, ela junta sua radiosa “Por onde ando tenho você” com “Love will tear us apart”, hino deprê da banda Joy Division, cujo solista, Ian Curtis, suicidou-se. Envolta em transparências e roupas esvoaçantes, estimulada por uma platéia devota, Vanessa com sua emissão eloqüente e aliciadora celebra 15 anos de carreira e a projeção – rara e merecida – num ambiente hoje refratário à criatividade acima da linha da mediania.

“Caixinha de música é sobre cantar de outra forma, sobre me sentir um instrumento reverberando. É como se eu fosse a própria caixinha, com todas as minhas ressonâncias poetizando um cotidiano. É um encantamento estimulante e feliz de um novo trabalho, que tem ao mesmo tempo, candura e peso”, decupou ela.


A imagem pode conter: 1 pessoafonte da imagem: http://bit.ly/2hP4Z6g 



Comentários

Tem uma sugestão de pauta?