Música

Gabriel Moura e Banda Black Rio lançam single-manifesto 'Vidas Negras Sim Importam'

segunda, 10 de agosto de 2020

Compartilhar:

A canção "Vidas negras sim importam" nasce da parceria entre quatro artistas, sendo dois deles representantes de duas bandas que fizeram história na música negra brasileira: Banda Black Rio e Farofa Carioca. William Magalhães (melodia, arranjos e produção musical) e Gabriel Moura (letra e voz). Somados ao talento dos excelentes músicos, o baterista Adriano Trindade e o guitarrista Sidney Linhares que produziram a base que deu origem à canção, o quarteto assina o single que ainda tem as participações de Sidão Santos no contrabaixo, Pretinho da Serrinha percussão e conta com mixagem de Ruben di Souza

Leia abaixo o manifesto assinado por Gabriel Moura que acompanha a música.

Estamos vivendo em uma época em que os maiores absurdos são ditos em nome de um negacionismo sobre assuntos irrefutáveis na tentativa de controlar a narrativa da história através de uma ótica supremacista branca de extrema direita tão arcaica que soa medieval. A classe artística passou a ser considerada bando de vagabundos e a própria arte em si foi questionada, assim como o fato de a Terra ser redonda. No entanto sem o ócio, jamais haveriam mentes capazes de quebrar os paradigmas e criar algo que nos leve à reflexão, à emoção das lágrimas, à alegria, ao amor e à consciência política e social. 

O próprio Jesus Cristo que não tinha residência fixa, andava rodeado de amigos e seguidores, mulheres, entre elas prostitutas e ainda favelados e leprosos, seria hoje chamado de comunista, mendigo e vagabundo e provavelmente seria crucificado em praça pública novamente por quem acha que ele veio apenas para os chamados cidadãos de bem. Jesus portanto foi um irresistível, incompreendido e Adorável Vagabundo, pedindo emprestado aqui o apelido do célebre Carlitos de Charlie Chaplin. O Racismo Estrutural no Brasil veste as roupas de uma guerra perdida contra o tráfico drogas que tira muitas vidas inocentes principalmente vidas negras. 

Uma coisa é certa: queiram eles ou não, todos viemos da África, o que nos torna, independentemente das palavras de Cristo, todos irmãos. A canção "Vidas Negras Sim Importam" é um lamento de paz e ao mesmo tempo um grito de guerra contra a violência, o racismo no Brasil e no mundo e o assassinato indiscriminado de pessoas negras por policiais que acabam também perdendo suas vidas nesse confronto insano. Uma canção que convoca as pessoas a serem mais humanas, respeitando o valor da vida na mesma proporção para todas e todos. 

Utilizando o Slogan da campanha Black Lives Matter que ganhou força no Brasil com Vidas Negras Importam, a letra faz referência aos recentes protestos tanto nos Estados Unidos pela morte de George Floyd como no Brasil pelas mortes de João Pedro, Ágatha, Marielle Franco e segue uma lista imensa de mortes brutais de pessoas negras principalmente das comunidades carentes. A luta contra a escravidão da pobreza, da falta de acesso à cultura e à informação e da discriminação social continua e se fortalece com a adesão em protestos pelo mundo inteiro. Há quem ainda ouse criticar a expressão dizendo que todas as vidas importam. Sim, é claro todas a vidas importam mas se não considerarmos que vidas negras têm a mesma importância que vidas brancas nunca seremos humanos de verdade. 

Por essa razão é necessário afirmar, reafirmar, gritar aos quatro ventos com todas as nossas forças e todo ar que puder caber nos nossos pulmões que lutam contra a falta de ar tanto em virtude dessa doença que ataca o aparelho respiratório como da pressão de um joelho ou de um coturno em cima dos nossos pescoços: "Vidas Negras SIM Importam!"

(Gabriel Moura) 


Comentários

Divulgue seu lançamento