Sambas do Absurdo no Bona

sexta, 15 de fevereiro de 2019

Compartilhar:

Inspirados por O Mito de Sísifo, de Albert Camus, os Sambas do Absurdo versam livremente sobre o encontro com o Absurdo, apresentado no livro como o divórcio do indivíduo com a própria a vida. Segundo Camus, a única questão filosófica que importa é o suicídio, e quando encontramos o Absurdo, que seria, em suma, a falta de sentido da vida, temos duas opções: ou nos suicidamos ou aprendemos a viver uma vida absurda.

Os sambas, parcerias de Rodrigo Campos (música) e Nuno Ramos (letra), são apresentados pelos três artistas, que assinam o álbum: Gui Amabis, Juçara Marçal e o próprio Rodrigo. 

A proposta estética dos Sambas do Absurdo tem no cerne a quebra de alguns alicerces do samba enquanto gênero. Essa quebra oferece, consequentemente, um samba obscuro, dissolvido, vertiginoso – pisamos num terreno pantanoso, e talvez essa sensação se pareça mesmo com o Absurdo.

Juçara canta, Rodrigo toca violão, cavaquinho e guitarra, e Gui arranja, fazendo valer seus recursos de produtor e sua maneira peculiar de samplear

No show, o trio apresenta, além dos oito sambas que compõem o disco, outras canções que de alguma forma também contemplam o Absurdo.


SERVIÇO:
Show: Sambas do Absurdo no Bona
Data: 22 de fevereiro, Sexta
Horário: 20h30 às 23h30
Local: Bona
Endereço: Rua Álvaro Anes, 43, Pinheiros - SP
Ingressos:
R$ 40,00  (+ R$ 4,00 taxa) 
https://www.sympla.com.br/
Capacidade: 100 pessoas


Encaminhado por: Assessoria de Imprensa Bona
Fonte da imagem: foto Divulgação

Comentários

Divulgue seu lançamento