Música

Segue a maratona: Rashid lança segunda temporada de 'Tão Real'
Rincon Sapiência, Duda Beat, Drik Barbosa e Wesley Camilo são os convidados da vez

terça, 19 de novembro de 2019

Compartilhar:

No novo disco, "Tão Real - Segunda Temporada", o sétimo solo de sua carreira, Rashid se apropria da ideia de “maratonar” para oferecer um álbum musical cheio de atrativos inovadores. O termo, comum para quem segue séries de vídeo, agora vem aplicado à música, servida em temporadas, propondo que o fã tenha mais a explorar dentro de um álbum. Assim, Tão Real é apresentado também com um documentário e um site especial, no qual é possível navegar por conteúdos extras, como um podcast, comentar as faixas e baixar os posters oficiais. 

Ouça agora "Tão Real - Segunda Temporada" (clique aqui)!


A Primeira Temporada, lançada em setembro, foi recebida com curiosidade pelos seguidores do músico, já acostumados com o envolvimento dele com a tecnologia, a cultura pop e prontos para embarcar em mais uma criação de seu laboratório de ideias. Com a estreia dos episódios 1 e 2 do documentário e a chegada do site oficial, o público já pôde sentir como é essa nova experiência proposta pelo álbum e, a partir de agora, continua a maratona Tão Real com a chegada da Segunda Temporada, que inclui seis sons, dois episódios inéditos do documentário, edição nova do podcast (a estrear em breve) com faixa-a-faixa comentado e novas artes para download.

Rashid não vem só. Assim como na Primeira Temporada, ele segue bem acompanhado nos instrumentais e nos versos, com as participações de Rincon Sapiência, Duda Beat, Drik Barbosa e Wesley Camilo. Os convidados, incluindo os produtores, refletem algumas referências do músico e também a habilidade que ele tem de transitar entre estilos sem sair de sua métrica pessoal, abusada, que encaixa palavras onde parece impossível, talento desenrolado nas batalhas, um freestyle que nunca passa, apenas muda de andamento. Em estúdio, fez questão de estender o rap para além dos limites atuais, provando que sabe seguir as tendências mas prefere ultrapassá-las. Por isso, aproximou-se de gêneros como o jazz, o neo soul e o house para mostrar que faz caber um rap de quatro folhas em cima de qualquer batida.