Música

Serginho Freitas valoriza as coisas simples da vida no single e clipe “Tudo Que Eu Sei Lá”
Com violino, viola, violoncelo e violão, faixa ganha novo arranjo colocando as cordas em destaque

sexta, 08 de novembro de 2019

Compartilhar:

Se conhecimento é poder, reconhecer a falta dele também é sabedoria. É recorrendo a aprendizados e experiências que o cantor e compositor Serginho Freitas entrega a canção “Tudo Que Eu Sei Lá”, single que estreia também como um clipe. A faixa versa sobre os percalços da vida, transformando aquilo que não compreendemos em autodescoberta.

Ouça agora “Tudo Que Eu Sei Lá” (clique aqui)!


Após integrar as bandas Ponto de Ebulição e Missing Elephant, Serginho escolheu “Tudo Que Eu Sei Lá” para lançar sua carreira solo, ainda em 2016. Aqui, a composição surge repaginada, com um novo arranjo que conta com um verdadeiro quinteto de cordas - além do próprio Freitas no violão, a composição tem Marcos Rangel no violoncelo e Leonardo Pinto nos violinos e viola. Marcos Brito assume o segundo violão.

“Esse foi o ponto inicial da minha atitude em retornar pra música e decidir ter uma carreira musical. Foi um novo marco, o primeiro lançamento, razão pela qual resolvi gravá-la com mais carinho e dedicação com um arranjo novo”, explica Serginho

Para acompanhar a temática da canção, o clipe transforma esse aconchego em imagens, com o artista cantando próximo a uma fogueira. A gravação aconteceu na região serrana do Rio de Janeiro e a produção é assinada pela Imagética Filmes.

Assista ao clipe de “Tudo Que Eu Sei Lá”:


“A música fala sobre os conhecimentos da vida e como os adquirimos ao longo dela. A ideia do cenário era passar pro espectador uma sensação de conforto e intimidade, uma vez que esta música foi feita para tocar as pessoas e as fazerem refletir com algumas de suas frases. Ou seja, passar para o ouvinte uma música serena com melodia, doce e suave com um visual que lhe pareça aconchegante”, completa o artista.

Com uma série de lançamentos de clipes e singles, Serginho Freitas antecipa seu primeiro álbum solo. “Quantas milhas daqui até nós” trará produção de Márcio Pombo e está previsto para o segundo semestre de 2019. “Tudo Que Eu Sei Lá” se une a outras canções já conhecidas, com a faixa-título e “Desassossego”, que ganhou um clipe recentemente.

Assista ao clipe de “Desassossego”:


Natural de Teresópolis, na região serrana do Rio, Serginho começou a se aventurar com música aos 11 anos, seguindo os passos do pai músico com o instrumento que mais o acompanha até hoje: o violão. Com o passar dos anos, ele integrou bandas, com quem lançou EPs dando destaque para suas composições.

Com o fim desses projetos, ele voltou para si mesmo e para o violão, deixando o rock e o indie de lado em prol do folk e da MPB e buscando retratar mais abertamente os sentimentos. Essa busca gerou o EP “Lembretes” (2018) e se consolidará no álbum de estreia. “Tudo Que Eu Sei Lá” está disponível nas plataformas de música digital.



Ficha técnica:
Música:
Composição (música e letra): Serginho Freitas 
Gravação e produção musical: Márcio Pombo
Violão e voz: Serginho Freitas
Backing vocal: Thiago Dias
Violão de aço: Marcos Brito 
Violinos e viola: Leonardo Pinto
Violoncelo: Marcos Rangel

Clipe:
Gravação do videoclipe: Brener Morais de Carvalho 
Roteiro: Serginho Freitas e Brener Morais de Carvalho 
Produção: Imagética Filmes


Letra:
Tudo que eu sei lá
Tudo que sei da vida guardo aqui, em bolso de paletó
Tudo que sei do amor, trago em mim, mas não sei onde guardei 
nem sei quando vem, ou quando vai, mas toda vez
Que quis guiar se perdeu
quis gritar e se calou
quis morrer tornou-se vivo
distraiu-se nem notou, que não podia se evitar
Tudo que eu sei sobre escolhas, algo sempre fica pra trás
Tudo que eu sei sobre mentiras, é que se tornam verdades demais
Tudo que eu sei sobre o perdão, é que nunca depende de lá, 
Tudo que eu sei, tudo que eu sei lá
Tudo que eu sei sobre derrotas é que sempre sabem ensinar
Tudo que eu sei sobre emoções é que sempre sabem tocar
Tudo que eu sei sobre o saber, é que nunca se sabe demais
Tudo que eu sei, tudo que eu sei lá 
Deixe que os sonhos te façam voar
e enquanto isso o amor
Que quis guiar se perdeu
quis gritar e se calou
quis morrer tornou-se vivo
distraiu-se nem notou, que não podia se evitar



Encaminhado por: Build Up Media
Fonte da imagem: Divulgação | foto de Thiago Rodrigues



Comentários

Divulgue seu lançamento